Maze Runner – Correr ou Morrer de James Dashner

ERMZ1

Cara de mértila, trolho, plong,Verdugos… Gente, que criatividade para criar palavras novas hein?! Confesso que quando comecei a leitura, achei tudo muito esquisito e um pouco infantil. Mas do meio para o final do livro, me peguei ‘xingando’ as pessoas mentalmente de mértilas hahahaha Isso pega!

Maze Runner definitivamente tem potencial. Como eu disse, o início não anima muito. É tudo muito estranho e eu me pegava ficando tão irritada quanto Thomas por não estar entendendo absolutamente nada do que estava acontecendo. O fato dos personagens na volta dele não darem respostas concretas no início, é totalmente frustrante. Estava esperando ansiosamente por algo que me entusiasmasse a continuar lendo, mas isso demorou um pouquinho para acontecer. O que não faz o livro ser ruim. A história fica realmente boa do meio para o final, quando junto com os “Clareanos”, tentamos resolver o mistério por trás da Clareira e do Labirinto. A ação realmente começa e James Dashner não tem problemas em matar personagens, desde que a morte deles contribua com a história em andamento. O primeiro livro deixa muitas questões em aberto e estou morrendo de curiosidade para saber do resto, se as minhas suposições irão se tornar verdade. Esse livro acabou me lembrando um pouco do cenário de Jogos Vorazes, no qual os personagens lutam para sobreviver num ambiente caótico e no qual são espionados e monitorados o tempo inteiro. Mas claro, o rumo das coisas é totalmente diferente do que acontece no distrito 12. Os elementos novos que nos são apresentado são interessantes, e tu acaba querendo descobrir logo quem são os Criadores ou qual é a moral e o objetivo por trás daquela história.

Porém, não me apeguei a nenhum personagem. Senti que faltou um pouquinho dessa coisa de querer muito o bem de algum personagem. E quando um deles morre, tu só acaba pensando que tudo bem, ele precisava morrer pra Thomas amadurecer e enfrentar a situação. Quem sabe no próximo livro isso mude e eu acabe gostando muito de alguém.
Mas o que realmente te faz ter muita vontade de ler o próximo, é o final do livro. Temos um epílogo LINDO e muito empolgante que te faz querer ler a continuação loucamente. Te faz querer descobrir quem é que escreveu aquilo. Fico imaginando se não seria interessante alguns capítulos com o ponto de vista dos Criadores, para conhecermos ambos os lados da história. Vou conversar com o James Dashner, meu amigo, e passo um retorno pra vocês! haha

P.S Depois de escrever isso, fui pesquisar e descobri que há um livro com o ponto de vista dos Criadores. Interessante… 😉

Enfim, é um livro que tem altos e baixos, mas que a partir da metade da história começa a ter seu ponto alto e, depois disso só melhora. É uma boa leitura e vale a pena comprar o livro e se perder um pouquinho nesse universo.

Deixo abaixo a sinopse do livro. Não deixem de ler e comentar 😉

Sinopse:

“Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam “A Clareira”, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar – chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr… correr muito.”

Livro: Maze Runner – Correr ou morrer
Autor: James Dashner
Editora: Vergara & Riba
Número de páginas: 426

Lembrando que Maze Runner irá virar filme em 2014. Ele vai ser estrelado por Dylan O’Brien (Teen Wolf). O filme está em pós-produção, com lançamento previsto para setembro desse ano.

 

logo fundo transparente1

Anúncios

Publicado em 18 de fevereiro de 2014, em Livros Internacionais, Resenhas e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: