Arquivos do Blog

Grey – E.L. James

livro-grey-cinquenta-tons-de-cinza-pelos-olhos-de-christ-807511-MLB20594531316_022016-O

Esse livro não estava na minha lista de resenhas, mas acabou aparecendo na minha vida “sem querer“. Uma amiga minha que adora o tema central do livro, por assim dizer, começou a ler e me indicou a leitura também.
Curiosidade foi o que me levou a ler, já que não havia gostado muito de nenhum da trilogia de “50 tons de cinza“. Eu simplesmente adoro ler a mesma história contada sobre uma perspectiva diferente, e no caso de Grey, preciso dizer que fiquei bem surpreendida.
De uma forma boa.

Ana nunca me “desceu” muito. Sempre achei a personagem bem fraca e um tanto quanto irritante. Sem iniciativa, sem atitude, e uma mulher inexistente. Como leitora, a grande jogada (ao meu ver) para um personagem se tornar cativo do público, é esse personagem refletindo um pouco da realidade,se aproximando das pessoas que nos cercam. Não percebi isso em Ana, o que acabou me irritando muito. Sem contar que não consegui ver um enredo muito bacana. Não enxerguei necessidade de se fazer três livros para essa história. Faltou desenvolvimento, faltou envolvimento. Faltou tudo, em resumo.

E foi com essa descrença, que fui ler Grey. E… acabei me surpreendendo.
Não sei se a autora ouviu as críticas e tentou melhorar, não sei se eu não tinha expectativa alguma de que fosse “razoável”. Só sei que não esperava ter gostado do livro. ahahah

Somos apresentados ao Christian Grey de uma maneira totalmente diferente da forma como vimos ele em 50 tons. Um homem confiante, com bom humor, com um passado complicado e com um hobbie e uma mania um tanto quanto peculiar. Grey pensa em sexo em todos os momentos, incluindo aqueles mais inusitados.
Em diversos momentos me peguei gargalhando com o livro, achando graça e entendendo o ponto de vista dele, coisa que comigo não aconteceu em 50 tons.

É um livro leve, podemos ter noção do ponto de vista de outros personagens que não conhecíamos bem devido a limitação dos pensamentos de Ana do anterior.
A leitura é gostosa sim, por isso, meu conselho para esse livro é: Não seja preconceituoso. Não ter gostado da trilogia, não significa não gostar de Grey. Não se sinta oprimido por gostar de algo que a grande parte das pessoas classifica como “literatura inferior”. Apenas leia e que isso amplie seus horizontes! #Natyfilosofando

A minha unica decepção, foi quanto ao final. Não gostei, achei um final abrupto e um pouco inesperado. Gostaria que tivesse sido desenvolvido melhor. Enfim, não há muito o que dizer do livro. A história é a mesma, contada de uma outra perspectiva. É um livro leve, daqueles para se passar algumas tardes de preguiça lendo.

Deixe aqui nos comentários sua opinião sobre o livro/trilogia.

Ficha técnica

Nome: Grey: Cinquenta Tons de Cinza pelos Olhos de Christian
Autora: E.L. James
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Número de páginas: 528

Sinopse

“Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.

Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.

Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites?

Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece? “

Anúncios