Arquivos do Blog

O chamado do Cuco – Robert Galbraith

O-Chamado-do-Cuco-Robert-Galbraith-Rocco

Resolvi dar mais uma chance para os livros da J.K. Rowling (que não fossem Harry Potter, que fique claro).
Eu tentei ler há algum tempo atrás “Morte Súbita” e pela milésima vez, não consegui. Minha amiga disse que se eu conseguisse passar da metade do livro, eu devoraria ele. Pois então, não consegui. E abandonei a leitura.
Mas, por algum motivo, eu acreditava que “O chamado do Cuco” seria diferente. E ainda bem que não me decepcionei.

Simplesmente adoro romance policial. Quando era pequena queria muito ser detetive. Adorava o fato de sair por aí investigando as pessoas. Pessoas são intrigantes por natureza e isso me fascinava.

A história começa com o suposto suicídio de uma famosa modelo. Alguns meses depois, o detetive Cormoran Strike é contratado para investigar a morte misteriosa. Mesmo com a polícia tendo concluído como suicídio, o irmão da modelo não acredita nessa história, apostando em assassinato.

A partir disso, somos inseridos na vida do detetive particular que não é lá essas coisas em termos de paz. Filho de um artista famoso, Cormoran precisa enfrentar diversos problemas, incluindo a decadência do seu serviço como detetive, a separação da atual mulher e não ter um lugar para morar.

Após um certo tempo, nós somos apresentados a vida de Robin, uma mulher que acaba de ficar noiva e que aceita um trabalho temporário de secretária no escritório de Cormoran. Ela se envolve nos casos do detetive e faz seu trabalho muito bem, tão bem que ela vira uma personagem constante com o passar da história.

A narrativa é intercalada entre os pensamentos do detetive, os de Robin e algumas vezes, os do noivo de Robin, que não gosta muito de Cormoran. Portanto, temos uma perspectiva bem abrangente de todos os fatos.
As páginas vão se seguindo, e os mistérios envolvendo o suicídio da modelo vão se resolvendo, no melhor estilo Rowling (detalhes que as vezes passam despercebidos, são a chave para a conclusão da história). Eu como fã de Harry Potter percebi diversos mecanismos que são a marca da escritora, e por diversas vezes me perguntei que se caso eu não soubesse que Robert Galbraith é na verdade J. K. Rowling, não teria achado extremamente parecido o estilo de escrita enquanto estivesse lendo o livro.


Enfim, a história é envolvente sim, mesmo demorando um pouco para “pegar no tranco”. O livro fica mais emocionante e com mais ritmo, da metade para o final, e é praticamente impossível largar depois disso.
Ainda acho que Rowling tem um longo caminho à percorrer para se tornar um ícone do gênero policial, mas definitivamente, ela está no caminho certo.


O chamado do Cuco” é um bom livro para se ler nas férias ou no caminho para o trabalho. Deixa um gostinho de quero mais no final, nos deixando curiosos para ler a continuação da obra.
Deu certo para mim, estou lendo “O Bicho da Seda” e assim que terminar ele, venho aqui contar a minha impressão sobre a história.

Até lá!


Ficha técnica

Nome: O chamado do Cuco
Autor: Robert Galbraith
Número de páginas: 448
Editora: Rocco
Ano: 2013

Sinopse

“Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso.

Strike é um veterano de guerra, ferido física e psicologicamente, e sua vida está em desordem. O caso lhe garante uma sobrevida financeira, mas tem um custo pessoal: quanto mais ele mergulha no mundo complexo da jovem modelo, mais sombrias ficam as coisas e mais perto do perigo ele chega.

Um emocionante mistério mergulhado na atmosfera de Londres, das abafadas ruas de Mayfair e bares clandestinos do East End para a agitação do Soho. O chamado do Cuco é um livro maravilhoso. Apresentando Cormoran Strike, este é um romance policial clássico na tradição de P.D. James e Ruth Rendell, e marca o início de uma série única de mistérios.”

Anúncios

Série iniciada pelo “O Chamado do Cuco” terá mais livros que Harry Potter

J.K. Rowling divulgou recentemente que pretende escrever mais 7 livros, além dos que já foram publicados até agora. No total serão 9 livros e portanto, passará de Harry Potter que tem 7.

Rowling comentou:  “Eu amo escrever esses livros. E uma das coisas que eu mais gosto nesse gênero é que, ao contrário de Harry, onde há uma história abrangente, aqui você está falando de histórias separadas. Então enquanto seu detetive viver, você pode dar a ele os casos”.

1956933_689610607756453_1298634698_o

Ela ainda comenta na entrevista que está na metade do terceiro livro e que ele será focado em soldados que deixam a vida militar e voltam para suas casas. 

Os livros já lançados foram “O chamado do Cuco” e “The Silkworm” (lançado na Inglaterra). A previsão de estreia para o Brasil é em novembro pela Editora Rocco, e ele se chamará “O bicho da Seda”. 

Ainda não li nenhum dos livros, mas fiquei curiosa com a história e todo o ‘murmurinho’ em torno deles. Quem sabe até animo e tento ler  “Morte Súbita” de novo. 

 

Leia o 1° capítulo do livro “Uma escolha imperfeita” de Louise Doughty

UMA_ESCOLHA_IMPERFEITA_1400463947P

 

“Uma paixão avassaladora, movida por uma atração sexual inexplicável. Esses são os ingredientes da trama de adultério, crime e suspense tecida pela britânica Louise Doughty em Uma escolha imperfeita. Escritora respeitada, com seis títulos na bagagem, e jornalista responsável por uma coluna feminina de muito sucesso, Doughty explora, com maestria, os dilemas morais da mulher contemporânea e mostra que até a mais racional delas pode se desestabilizar ao viver um caso extraconjugal. É o que acontece com Yvonne Carmichael, uma competente geneticista de 52 anos, que vê sua vida ao lado do marido desmoronar depois de se envolver com um misterioso homem. Com tórridas cenas de sexo e um suspense de tirar o fôlego, Uma escolha imperfeita é um livro surpreendente sobre como uma decisão impensada pode mudar o curso de uma vida para sempre.”

 

Leia o 1° capítulo aqui.

Editora Rocco
346 páginas

O livro trata de adultério, crime e suspense, criado pela britânica Louise Doughty. Ela é uma escritora super respeitada, e é a jornalista responsável por uma coluna feminina de sucesso. Portanto, o livro foi feito por alguém que entende os dilemas morais da mulher contemporânea e mostra que mesmo a mais conservadora dessas mulheres, pode ter um caso extraconjugal.
Enjoy! 😉

 

logo fundo transparente1